top of page

Diário de Campo I - Coleção de rochas Prof Dr. Carlos Roberto Soares (in memoriam)

Atualizado: 7 de dez. de 2022

22/11/2022 - Terça-feira


O Prof. Dr. Carlos Roberto Soares reuniu, ao longo de sua trajetória, diversos exemplares de rochas. A partir das características e da composição mineral, as rochas nos permitem visualizar um mosaico geológico que conta distintas histórias. Gostamos de olhar pela perspectiva de que, assim, o prof. Carlos teve a sua vida entrelaçada à história da Terra.


Nos inspiramos em acervos e coleções de museus e universidades. Foto: PUCRS.

Estamos tendo a oportunidade de organizar essas rochas, através da criação do projeto de extensão em memória do Prof Dr. Carlos Roberto Soares. O acervo será identificado e catalogado para criação de uma coleção on-line, além da elaboração de kits didáticos e exposição permanente no CEM - UFPR (Centro de Estudos do Mar).




O projeto durará 4 anos e está organizado em 4 fases, sendo elas:


FASE 01

Identificação e Classificação das Rochas


A identificação será realizada por membros do LECOST (Laboratório de Estudos Costeiros) da UFPR. A ideia é classifica-las em: Ígneas (Plutônicas/Vulcânicas);

Metamórficas; Sedimentares (Clásticas/Químicas/Biogênicas/Orgânicas).


FASE 02

Fotografia e Catalogação das Rochas


Essa etapa será feita após a identificação de cada uma das rochas, e elas servirão como material para a modelagem 3D e a criação da coleção on-line.


FASE 03

Criação dos kits didáticos


Serão organizados kits didáticos de rochas, contendo exemplares de rochas de cada subgrupo, seguindo a demanda dos docentes solicitantes.


FASE 04

Exposição permanente no CEM


Após a curadoria, as rochas destinadas à exposição permanente serão expostas em armários de vidro no Centro de Estudos do Mar, juntamente com informações sobre a origem da coleção, homenageando o Prof. Carlos R. Soares, e com informações didáticas sobre suas características geológicas.


As etapas serão registradas no formato diário de campo, para relatar aspectos e propósitos da criação do projeto.


O que é um diário de campo?

Ferramenta para conectar vocês a todos os processos do projeto!


O diário de campo é uma ferramenta que será utilizada para registrar as fases do projeto.

O diário de campo é muito utilizado para descrever o que foi vivenciado em aulas práticas, possibilitando as pessoas que não estiveram presentes obterem informações que permitem a visualização a partir do ponto de vista do autor. O autor, por sua vez, tem em mãos um valioso registro do que foi observado. Dessa forma, decidimos criar um diário de campo para relatar todas as etapas e propósitos que motivaram a criação do projeto.




Importância do projeto

O projeto Coleção de Rochas Prof. Dr. Carlos Roberto Soares (in memoriam) garante que o acervo de rochas contribua para o desenvolvimento de conhecimento dentro e fora da graduação, permitindo que todas as pessoas interessadas tenham acesso (via coleção on-line) as informações sobre cada uma das rochas. Além, é claro, de fazer com que a memória do Prof Dr. Carlos Roberto Soares acompanhe as etapas do projeto, por toda sua dedicação e entrega que tinha a capacidade de instigar alunas e alunos a mergulharem no mundo oceanográfico.



"O mar nem sempre é azul."

Prof. Dr. Carlos Roberto Soares (in memoriam)


67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page